Novidades por e-mail

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

O medo do novo

Trabalho na área comercial a um bom tempo. A mais tempo ainda estou atuando na área de educação Corporativa.
Vez por outra me deparo com profissionais que atuam na educação tradicional. Raro os que não possuem resistência a mudança.

Muitos destes afirmam de pés juntos que educação mediado por tecnologia não funciona. Que o melhor método de aprender é presencial.

Saibam meus amigos que de 5% a 8% da aprendizagem se dá em sala de aula, utilizando métodos formais, 95% a 98% se aprende de forma informal. 

Um bom exemplo:
Quando você está fazendo uma busca no google, e encontra a informação que você precisava, lendo vários textos cria mentalmente uma compilação conseguindo colocar em prática algo que antes não conseguia. 
Você aprendeu sozinho, sem ninguém te ensinando. Sem sala, sem professor, sem palestra. Por este motivo gosto muito de usar a palavra Aprendizagem Mediada por Tecnologia e não e-Learning.
em fim:
Resistentes a mudança, não se frustrem. O mundo vai mudar vocês querendo ou não. O mundo não para só porque você não acredita. Estudos são realizados, pesquisas provam novos conceitos. 
O mundo do novo é um mundo fantástico, tudo há para explorar e aprender.

Escutei uma frase que é um pouco disto: "para ficar no mesmo lugar é necessário correr hoje em dia, os que realmente correm já estão voando"

As empresas que não evoluírem irão ficarão para trás. 

Como está a sua Empresa?  Já possui um plano para 2009? Algo novo? 
Você e todos os seus vão ficar parados com medo da mudança? 

Pense nisto.... e comente este post..

Grande abraço

Cássio Lacerda

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Como treinar a geração Y

Muito se tem dito sobre a nova geração, a tal Geração Y. Algumas perguntas escutei de alguns clientes: 
- Como treinar esta nova geração se eles não gostam dos métodos tradicionais de aprendizagem? 
- Como reter este jovem talento que busca desafios, se a minha organização não tem este perfil? 
- Como alguém consegue escutar música, televisão, atender o celular e ainda falar

Assim, fizemos alguns estudos sobre este tema, acompanhe:

Qual o perfil da Geração Y?

o   Nascidos a partir de 1985 – começam a entrar no mercado de trabalho.

o   Convivem desde o nascimento com jogos digitais e Internet.

o   Convivem muito bem com a tecnologia – gostam de utilizá-la.

o   Participam de comunidades virtuais. É a principal base de comunicação com amigos (não é o e-mail !).

o   Muitos possuem blogs ou páginas na Internet.

o   O tempo com foco em um assunto específico é menor que aquele da geração Baby-boomers (“minute attention span”).


Como a Geração Y aprende? O que os motiva a aprender:


Mito:
uma vez que a Geração Y convive desde o nascimento com jogos (games), uma forma natural de aprendizagem seria utilizar jogos.

Falso: Não necessariamente. As pessoas da geração Y gostam de se divertir em jogos eletrônicos mas não necessariamente de aprender desta forma.

Mito:
trabalho colaborativo é a forma natural de alcançar a participação de pessoas da geração Y.
Verdade: eles estão habituados a ambientes colaborativos e esperam encontrar este tipo de ambiente no mundo profissional.

Mito: o maior amigo da geração Y para aprender é o computador.
Falso: embora utilizem o computador  com intensidade para diversas tarefas, esperam que um determinado treinamento ofereça diversas situações práticas. Eles querem “por a mão na massa”.

Mito: a geração Y considera que as pessoas mais experientes (Baby-boomers) não servem como fonte de conhecimento por estarem ultrapassadas, obsoletas.
Falso: a geração Y respeita e admira profissionais sênior – valorizam do conhecimento adquirido por esses profissionais e querem aprender com eles (coaching). Acostumada com informação instantânea e feedback  

Quais as formas que um programa de aprendizagem deve ter para conquistar insivíduos da geração Y?

o   Utilize tecnologia.

o   Varie as formas de treinamento – utilize soluções “blended”.

o   Utilize ambientes de colaboração: fóruns de discussão, Chat, blogs, wikis.

o   Disponibilize website para exploração de matérias complementares, FAQs, links de interesse, podcasts etc.

o   Garanta que as lições (síncronas ou auto-conduzidas) sejam curtas, rápidas (15 min?)

o   Garanta feedback rápido.

o   Realize trabalhos em grupo.

o   Realize trabalhos práticos (mãos na massa).

o   Evite ensinar o caminho utilizado para concluir o trabalho. Forneça o escopo e objetivos a serem alcançados e deixem que eles busquem o caminho.

o   Envolva profissionais sênior no acompanhamento dos grupos.


Em resumo, criar algo desafiador, trilhar de aprendizagem interativas, que dispertem o interesse dos novos aprendizes. Nada de palestras com ppt no formato antigo, nada de e-learning tradicionais.

Para fechar quero registrar uma realidade que é melhor todos perceberem:

Quem nasceu nesta geração, em 2015 terá 30 anos, no cume da carreira profissional. Isto acontecerá, e não se assustem daqui a 6 anos.

Sua organização já pensou nisto? Você já parou para pensar nisto? 

Procure profissionais para lhe ajudar nestas questões.

Por favor, comentem o que acharam deste post?

Grande abraço,

Cássio Lacerda

Abraço, 
Cássio Lacerda

Um modelo a ser seguido ( Dona Graça )

Meus filhos queridos,
Que coisa bem desagradável voçês estarem sem internete e telefone, parece que um muro se ergue e atrapalha a nossa comunicação.
A TV não para de mostrar a tragédia das chuvas. Felizmente consegui ativar e mobilizar muitas pessoas para um mutirão de solidariedade não apenas de materias concretos:roupa, alimentos, remédios, brinquedos, mas grupos da área de saúde mental para que ouvirem, escutarem a dor de toda esta gent. É claro que não poderão ouvir um por um, mas ao menos fazerem palestras e conseguirem simbolizar a dor deles, fazê-los escrever narrativas de tudo que estão sentindo, colocarem para fora o medo que paraliza e mostrar a essas pessoas que elas têm sim a oportunidade de conseguir reconstruir os cacos que sobraram em suas almas.
Graças a Deus que existe a internete, sem ela não poderia fazer absolutamente nada, tendo em vista que minha presença é necessária em casa para cuidar de paciente familiar com agravamento progressivo em sua doença.
Vivemos uma enchente em Blumenau, mas esta é a maior catástrofe de todas, pior que todas as outras -(oitenta mil pessoas desabrigadasque perderam suas casa e pessoas da família, perderam tudo)
Não podemos nos calar perante tamanha dor, somos sim responsáveis uns pelos outros.
Ontem vi em São Paulo um show SOS SANTA CATARINA, pensei que o Neno poderia fazer o mesmo A TV Cultura, Rede Record e outras tantas emissoras estão fazendo o mesmo. Recosntruir a vida de milhares de pessoas.
Ninguém pode ficar fora disto, doem qualquer coisa, seja lá o que for: UM PAR DE MEIAS que seja, mandem junto bilhetes dizendo enternder o que as pessoas estão passando e que não podem perde a esperança.
"Nem só de pão vive o Homem"- o ser humano é um animal que necessita simbolizar emoções e sentimentos, sonhos, desejos e principalmente a DOR.
Falem com colegas e amigos, digam que não estão indiferentes e que todos preciam mostrar que pertencem à Raça Humana.
Ajudem o povo de Santa Catarina, o cartão postal do Brasil que chora a dor dos catarinenses vítimas da tragédia das chuvas.
O tempo continua feio, às vezes aparece sol mas a chuva volta a  castigar às terras de Santa Catarina.
Todos os meus ex-alunos estão fazendo um trabalho voluntário, quem não pode e não tem tempo para colocar suas disponibilidades a seviço, podem sim doar alguma coisa e escreverem um a mensagem.
Não fiquem fora, participem de alguma forma, cada um  faça o que pode, mas faça.
um beijo no coração    mãe
PS: O que combinei com voçês por telefone, pretendo fazer. Aguardem    bjs  mãe

Tragédia no Sul do País

O que podemos fazer? 

As vezes a natureza se zanga com o mundo e devasta algumas partes do planeta.

Em 26 de dezembro de 2005, aproximadamente 4 anos atrás, uma tragégia apresentada pela natureza. O Tsunami na Indonésia mata mais de 150 mil pessoas. 

Em novembro, mês que acabou de ser finalizado a tragédia em Santa Catarina deixa mais de 80 mil desabrigados.

É sabido que existem forças que não podem ser controladas, mas porque nossos governantes não resolvem alguns problemas já conhecidos. 
Em 1984, em Blumenau houve uma das maiores enchentes da região, eu estava lá gente, eu era criança e vi a desgraça da população. Porque os governantes federais e estaduais não solucionam tais problemas. É possível basta um pouco de vontade. Porque não abrir uma vazão do Rio Itajaí até o mar e acabar com este problema de uma vez por todas? 
Não bastando a enchente os desligamentos de terra são sem sombra de dúvida o assunto que mais atrapalha nestes momentos difíceis.
Somos um povo solidário, já ajudamos e vamos ajudar todos os necessitados a reerguerem suas vidas.
Meus sinceros votos de esperança, pois tudo há de se resolver.
Todos vocês estão em minhas orações, estou colaborando a distância como posso.

Aos meus amigos do sul, muitos amigos por sinal. Força e honra! tudo voltará ao normal.


Abraço,
Cássio Lacerda

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Tercerização do processo de venda? que tal?

Esta semana estive em contato com grandes empresas de São Paulo. O rítimo aqui é outro, as coisas giram muito mais rapidamente do que o sul do país.

Estou prestando serviço para a Mentor Tecnologia, tercerização da área comercial. Meu foco é gerar novos negócios, venda.. venda.. venda... ou seja... cadeira quente.

Tenho me esforçado, para manter o maior número de novos contatos diários. Teve dias que cheguei a ligar para 40 novos contatos. Os entendidos em Engenharia de Venda e CRM chamam de ligações firas ( Cold Call ). Sei que é possível chegar a umas 80 a 100 ligações, mas para isto precisamos se dedicar somente a isto e não fazer propostas, atender clientes, etc....

Este processo de abertura de negócios faz parte de uma metodologia chamada Inside Sales.
Este serviço é muito utilizado nos Estados Unidos, aqui no Brasil está nascendo este conceito.

Estou estudando cada vez mais o conceito e creio que vai dar jogo.

Esperem por mais informações.... 

E você conhece este conceito? Deixe comentários... ok? 

Abraço.

Abraço,
Cássio Lacerda

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Converter documentos


Muitas pessoas precisam converter documentos de um formato para outro.
Hoje, duas amigas me perguntaram dúvidas técnicas ligadas a tecnologia.
Como converter A para B.

Minha querida amiga Josi que mora em Joinville e já trabalhou comigo na Edubrix queria saber como converter  arquivos WMV para MP3. 
Já a minha nova amiga Beth que trabalha comigo na Mentor Interativa e que é de São José dos Campos estava querendo converter arquivos DOC para PDF.
Passei a dica para elas, mas gostaria de compartilhar com a comunidade.

No caso da conversão de WMV para MP3, eu fui no baixaki.com.br e localizei uma lista de aplicativos gratuitos veja a listagem: link 

No caso da conversão de DOC para PDF, fiz uma busca no google e o o primeiro link que encontrei é um serviço on-line que você sobe o DOC e abre uma página em PDF gratuitamente, veja no link

Espero ter ajudado, precisando de alguma dúvida técnica envie para lacerda.cassio@gmail.com se souber eu compartilho.

Grande abraço,
Cássio Lacerda

Máquina que vende livro


Esta semana estava no metro, estação da Sé. Ao olhar par ao lado avistei uma máquina de vendas de livros.

Não deu outra, não resisti e comprei um livro: Superdicas para escrever bem. O livro é bem pequeno e todos devem ler, pois é muito bom e útil.

O mais interessante foi conhecer uma máquina de vender livros. 
A sensação de comprar um livro por uma máquina é diferente de comprar um refrigerante por exemplo. É inexplicável, só experimentando.

A muitos anos fiquei sabendo do empresário que teve esta idéia, só agora vivendo em São Paulo é que pude ter esta experiência.





Abraço,
Cássio Lacerda

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Empresas Amadoras

Como é difícil vermos empresas com a gestão profissional.
Até mesmo empresários orientados a resultados podem não possuir esta habilidade.

Uma empresa, deve sim ter sua missão e visão.
Mas gente, o objetivo principal de uma empresa é sobreviver. É claro que servir o cliente é o motivo de sua existência.
O que deve ficar claro para o profissionais é que filtantropia não se faz nas organizações.

O bom atendimento, o respeito, o pronto atendimento, a qualidade é pontualidade de entrega são itens básicos para qualquer empresa.

Outro item importância para qualquer organização é o fluxo de caixa.
Quando comento com empresário que a formulá máguia é aumentar receita e diminuir despesas eles riem de mim. Dizem:
- Isto é óbvio!!!
Então eu logo respondo, então implante isto? e 99% das vezes o empresário após refletir me pergunta como.

Bom, vou deixar aqui algumas perguntas:

Para aumentar receita:
Quem é exatamente o seu cliente?
O que ele quer comprar exatamente?
Como você pode agregar valor a sua venda?
Existe alguma nova linha de produto que você possa lançar?
Como você ve o seu concorrente? O que ele está aprontando?

Para reduzir custos:
Há como fazer o mesmo de forma mais simples?
É possível automatizar algum processo?
Qual tarefa pode ser terceirizada gerando economia?

Perguntas Administrativas:
Todos os processos estão criados?
Existe indicadores de resultado?

Perguntas de Gestão de Talentos:
Sua equipe é orientada por resultados? Como você mede o resultado individual?
Quantos líderes que fazem a diferença sua organização possui?
Sua empresa possui um banco de talentos?
Possui uma política de cargos e salários que reconheça o compartilhamento de conhecimento e o alto desempenho?
Sua organização aprende rapidamente? como?
Sua empresa conhece o conceito de gestão de competências?
Sabe quais são as competências essenciais?
Sabem o que é avaliação de reação e de conhecimento? E certificação, já ouviu falar?

Perguntas de TI:
Sua empresa possui acesso a internet?
Possui um site institucional no mínimo? E ofertas on-line?
Já imaginaram em criar uma comunidade no orkut? uma página do myspace? ou ainda um blog?
Possui um servidor de arquivos?
A empresa está preocupado com os clientes internautas? Há informações para este público?

Qualquer profissional graduado em administração pode responder estas perguntas.

Para criar um bom ambiente de trabalho é impossível não se questionar sobre tudo isto!!!

Com estes questionamentos é possível imaginar porque tantas empresas de pequeno porte acabam indo a banca rota. É possível virar este jogo se uma empresa de gestão empresarial for contratada a tempo..

Pensem nisto..... por favor.. faça o seu comentário..

Grande abraço

Cássio Lacerda

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Dificuldades do Departamento de Suporte - EAD TI

Assistindo o post do meu amigo e colega de trabalho Julio Cunha (http://edubrixemsoftware.blogspot.com) lembrei de algumas consultorias que já fiz neste segmento e gostaria de compartilhar algumas percepções que tive. É um conhecimento muito mais prático do que teórico.

Algumas empresa possuem uma ótima organização do departamento de suporte, estas possuem ums sistema de controle de solicitações, bem como indicadores de tempo de respostas. Já outras empresas de software nem esta base possuem.

Caro leitor, se você possui ou trabalha em uma empresa de sofware confira se sua empresa sofre destes males, estas dores, ou melhor, na área de suporte. Se estes são alguns itens a melhorar:

1) Clientes tentam se treinar através do suporte corroendo a lucratividade do negócio?
2) Não existe um diferencial de conhecimento entre os integrantes do departamento, todos respondem todas as solicitações e não existe uma diferenciação salarial entre eles?
3) A equipe de suporte não reconhece a oportunidade de vender treinamento para usuários que possuem muitas dúvidas básicas sobre os produtos?
4) O departamento de supote não pesquisa a necessidade de treinamentos? Não sabe a demanda de treinamentos para os usuários?
5) A empresa não possui indicadores dos maiores tipos de dúvida? por produto? por função? por cliente?

Estes são os cinco mais comuns pontos a melhorar dos departamentos de suporte das empresas de software. Existe várias formas de solucionar tais problemas. Somente com um diagnóstico preciso poderíamos levantar qual seria a melhor forma de resolver estes itens.

Grande abraço,

Cássio Lacerda

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Educação Adulta x Educação Infantil

Como muitos sabem eu participo do Movimento Escoteiro, onde sou voluntário com o propósito da educação adulta. (jovens de 18 a 21 anos).

Foi somente neste final de semana que percebi que muitos colegas voluntários não sabiam a diferença entre Educação Adulta e Educação Infantil.
Com o objetivo de compartilhar conhecimentos e colaborar com meus colegas segue as duas definições:

Andragogia (do grego: andros = adulto e gogos - educar) é a arte ou ciência de orientar adultos a aprender. O termo remete a um conceito de educação voltado para o adulto, em contraposição à pedagogia, que se refere à educação de crianças.

A palavra Pedagogia também possui a origem grega, paidós =criança e agogé = condução, ou seja, condução de criança.

Enquanto para crianças podemos educar através do lúdico, da aventura e do desafio, um Pioneiro (membro juvenil de 18 a 21 anos) deveria se educado nos conceitos da Andragogia. Utilizando Amprendizagem Mediada, utilizando o conceito da Pedagogia da Autonomia.

Na Andragogia a aprendizagem possui um foco maior no aprendiz, em sua independência e na auto-gestão do aprendizagem. O aprendiz deve saber o que está aprendendo, o porque e qual é o benefício.

Tem muito mestre pioneiro ( adulto responsável) que fazem mais brincadeira do que os próprios Pioneiros, esquecendo seu propósito de Educador.

São estas e outras que fazem o movimento não atingir seu pleno potencial.

Sou crente que o Movimento Escoteiro é uma possível solução para a educação nacional. Mas para isto os adultos voluntários precisam aprender mais sobre Educação, precisam atingir um gral de profissionalismo nesta empreitada voluntária.

Não é porque somos voluntários que não devemos ser competentes em nossas funções.

Vamos lá meus colegas, segue recomendações de literatura para vocês.

Pedagogia da Autonomia - Link para donwload

Pedagogia e Mediação Em Reuven Feuerstein : o Processo de Mudança Em Adultos Com Historia de Deficiência - Livro on-line

Grande abraço,

Cássio Lacerda





Abraço,
Cássio Lacerda

domingo, 22 de junho de 2008

A vida Digital - Nicholas Negroponte


A VIDA DIGITAL - Nicholas Negraponte

Todas as pessoas que gostam de tecnologia como eu deveriam ler este livro.
Negroponte, em 1995 escreveu várias tendências que hoje se realizaram.
A primeira parte do livro ele trata sobre o Bit X Átomo, apresenta a idéia de o comércio que conhecemos é baseado na entrega de átomos, ou seja, quando se compra um livro é entregue um volume (físico) e se recebe dinheiro. Todos os produtos que poderem ser entregues através de bits (meio digital) poderão ser comercializados. Atualmente já temos exemplos de livros, músicas e filmes entregues em formatos digitais.

Em um segundo momento ele trata das interfaces, mostra que a computação irá passar por uma reviravolta que o teclado e mouse será substituído por agentes, a voz, pensamento e outras interfaces serão utilizados. A realidade virtual e a inteligência artificial será cada vez mais utilizado.
Em um terceiro momento trata da Vida digital em sim, fala sobre a última milha, a popularização da banda larga e aumento de banda. Avisa também sobre os horários nobres, a televisão digital, armazenamento de dados on-line e volta do uso de computadores centrais.

Para concluir é um ótimo livro para imaginar as próximas tendências, e o curioso é saber que ele escreveu em dois mil e cinco. Uma visão muito atual, eu recomendo.




Abraço,
Cássio Lacerda

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Delegar uma tarefa

Vamos falar um pouco sobre delegar tarefas.

Muitas pessoas tem grande dificuldade de realizar isto, pois delegar não é algo fácil.
Se você fizer mal feito, então a pessoa encarregada não conseguirá trazer o resultado que você espera e mais uma vez você achará que só você sabe fazer bem aquela tarefa. Se atolando cada vez mais de trabalhos, diminuindo sua qualidade de vida, ficando estressado.

Caia na real: Se você quer que alguém faça igual ou melhor que você, ajude esta pessoa a fazer bem feito. Vou deixar aqui dez dicas de como delegar uma tarefa:

1) Selecione a pessoa certa, quem está com tempo certamente não fará a sua tarefa. Garanta que esta pessoa tem todos os requisitos para executar o que é preciso. Acredite, geralmente as pessoas mais ocupadas dão conta do recado do que as que estão com tempo sobrando. ( gestão de pessoas )
2) Defina exatamente o que é para ser feito ( gestão de escopo )
3) Defina e ou negocie o prazo para realizar a tarefa ( gestão tempo )
4) Previna-se, saiba o que fazer se você não obtiver um retono desejado ( risco )
5) Deixe claro exatamente o que você espera, ou seja, a resposta mínima que precisará receber do encarregado ( gestão das espectativas )
6) Mostre caminhos possíveis, como você faria, ou como alguém já fez.
7) Deixe a pessoa trabalhar. É necessário dar o tempo que a pessoa precisa para que ela execute a tarefa com presteza, não fique baforando no cangote do encarregado que isto não ajuda.
8) Quando o prazo chegar em 50% pergunte como está o andamento da tarefa, faça uma análise de se o encarregado já chegou em 50% do escopo. Alinhe o tempo, escopo e próximos passos do encarregado.
9) Se é a primeira vez que você está delegando alguém não crie grandes expectativas sobre o resultado, lembre-se que é necessário educar as pessoas para fazerem da sua forma.
10) Saiba dar feed-back, se a pessoa fez um bom trabalho elogie em público, se o trabalho não está a contento, chame a pessoa para um canto e diga como ela pode melhorar e peça para corrigir.

Creio que com estas dez dicas você já pode tentar delegar tarefas. Lembre-se delegar é uma arte.


Delegar é uma arte.


Abraço,
Cássio Lacerda


Dificuldades do Departamento de Desenvolvimento - EAD TI

Assistindo o post do meu amigo e colega de trabalho Julio Cunha (http://edubrixemsoftware.blogspot.com) lembrei de algumas consultorias que já fiz neste segmento e gostaria de compartilhar algumas percepções que tive. É um conhecimento muito mais prático do que teórico.

As empresas de software do país tem uma qualidade muito boa: Possuem profissionais muito criativos, dedicados e inteligentes. Se a empresa paga bem os colaboradores permanecem por longo período, trazendo bons resultados para empresa. Infelizmente, o segmento de software principalmente a área de desenvolvimento possui alguns pontos a melhorar.

Caro leitor, se você possui ou trabalha em uma empresa de sofware confira se sua empresa sofre destes males, estas dores, ou melhor, se estes são alguns itens a melhorar:


1) Dificuldade em compartilhamento de informações entre:
- Os desenvolvedores
- A área de desenvolvimento e suporte
- A área de desenvolvimento e comercial
2) Falta de registro de treinamentos externos realizados
3) Falta de ambientação da empresa e ambientação técnica
4) Falta de metodologia de passagem de novidades
5) Falta do conhecimento da equipe e diferenciação salarial por conhecimento

Estes são os cinco mais comuns pontos a melhorar, existe várias formas de solucionar tais problemas. Somente com um diagnóstico preciso poderíamos levantar qual seria a melhor forma de resolver estes itens.

Grande abraço,

Cássio Lacerda

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Objetivos Educacionais dos Ramos



Objetivos Educacionais dos Ramos

Antes de dar exemplos de atividades utilizando o propósito educativo, acredito que será mais útil escrever sobre um livro chamado Objetivo Educacionais dos Ramos.

Este livro tem como finalidade de guiar os Escotistas para criação de atividades utilizando os propósitos educativos do movimento escoteiro. Trata-se de orientações escritas pela Equipe de Programa Escoteiro da UEB.

Através de linhas, sub-linhas, quadros e quadrículos e colunas. O livro está recheado de objetivos intrínsecos de cada faixa etária e uma clara divisão das áreas de desenvolvimento.

As faixas etárias são as seguintes:
  • Infância média
  • Infância tardia
  • Pré-puberdade
  • Puberdade
  • Primeira Adolescência
  • Juventude
Já as áreas de desenvolvimento são:
  • Físico
  • Intelectual
  • Social
  • Afetivo
  • Espiritual
  • Do carater
Utilizando este livro é mais fácil identificar os propósitos e bolar uma boa atividade.
Um método para isto é fazer um diagnóstico do grupo de jovens, captar o que eles estão desenvolver. Se for algo na área afetiva por exemplo, cruze a faixa etária do grupo com a área a desenvolver. Localize esta área no livro e leia os propósitos. 
Use sua criatividade para criar uma brilhante atividade. Desejo boa sorte
Finalizo com uma frase para pensarmos:

"A essência da virtude é fazer o bem aos outros."
                                                   Thomas Jefferson

Abraço,

Cássio Lacerda


terça-feira, 10 de junho de 2008

Propósito Educativo

Para alguns leitores não é novidade, faço parte do movimento escoteiro desde seis anos de idade. Tenho uma crença pessoal que somente através da educação é que conseguiremos viver em uma sociedade melhor.

Este final de semana participei do Indaba Regional 2008 Este evento que tem como objetivo a disseminção de conhecimentos educativos para os Escotistas (adultos que ajudam as crianças a se desenvolverem).

Minha curiosidade foi perceber que muitos voluntários que ali estavam não tinham a menor noção do que é um propósito educativo, muito menos o Propósito Educativo do Escotismo.

Lembro-me que, quando iniciei como Escotista, ou seja, deixei de ser membro juvenil e passei a voluntário adulto eu li o POR (Princípios Organizações e Regras) inteiro. Este documento contem todas as normas do escotismo nacional, escrita pela UEB( União dos Escoteiros do Brasil).

Logo na primeira página temos a REGRA 001 - DEFINIÇÃO DE ESCOTISMO:

"O Escotismo é um movimento educacional de jovens, sem vínculo a partidos políticos, voluntário, que conta com a colaboração de adultos, e valoriza a participação de pessoas de todas as origens sociais, raças, e credos, de acordo com seu Propósito, seus Princípios e o Método Escoteiro concebido pelo Fundador Baden-Powell e adotado pela UEB".
A UEB é a União dos Escoteiros do Brasil, orgão máximo do Escotismo no Brasil.

E como REGRA 002 - PROPÓSITO DO ESCOTISMO temos:

"O Propósito do Movimento Escoteiro é contribuir para que os jovens assumam seu próprio desenvolvimento, especialmente do caráter, ajudando-os a realizar suas plenas potencialidades físicas, intelectuais, sociais, afetivas e espirituais, como cidadões responsáveis, participantes e úteis em suas comunidades, conforme definido pelo seu Projeto Educativo."

Caro leitor, imagine o que pensei ao escutar tais afirmações:

a) A Região Escoteira deveria fazer mais divulgação, colocando imagens de jovens sujos de lama. Isto sim que atrairia crianças, pois eles gostam disto.
Não tiro a razão do amigo escotista, pois realmente divulgação é importante, mas custa caro, Já a criançada realmente gosta de uma atividade na lama, mas não é bem assim. Curioso perguntei:
- Mas amigo, qual o propósito educativo de colocar as crianças na lama? E para minha surpresa ele respondeu: - Ha... Propósito Educativo nao tenho, mas o negócio é fazer algo diferente.
Fiquei quieto e nem comentei.

b) Uma Escotista participando comigo em uma palestar sobre Sexualidade e Sexo afirmou bem baixinho mas eu escutei: Homosexualismo é problema genético.
Esta eu fiz que nem escutei.

E por ai vai... tive muitos exemplos como estes para perceber que realmente o que faz o nosso escotismo não ser melhor são próprios adultos, muitos voluntários medíocres que enchergam no escotismo um local para se realizar, aparecer como chefes de crianças. Lamentável, mas é verdade.

Grande abraço,

Cássio Lacerda


Primeira postagem

Este blog tem como objetivo divulgar alguns dos meus pensamentos e conhecimentos sobre assuntos que gosto e frequentemente estou lendo.

Parto do pressuposto que o conhecimento só é válido quando é compartilhado, de nada adianta uma pessoa saber muito sobre um assunto e morrer com o conhecimento todo para si.

Não sei muito mas o pouco que já sei gostaria de compartilhar com os amigos.

Um outro interesse que tenho é a prática da escrita, nada melhor para praticar a escrita do que escrever despretenciosamente.

Sejam bem vindos ao blog Educadores Voluntários.

Cássio Lacerda

Receba novidades por e-mail

Seu e-mail:

Provido por FeedBurner